De acordo com uma pesquisa realizada pela Melcrum, durante ano passado o principal investimento realizado por comunicadores foi em implantação e reformulação de intranets, sendo que 1 em 4 profissionais da área iniciaram o processo de redesenho de seus portais internos em 2011.
Mas por que esse investimento agora?
Com a mudança do comportamento social na sociedade, torna-se imperativo que as organizações acompanhem essa evolução, não apenas com seus consumidores, mas também com seu público interno. Logo, as redes sociais corporativas, ambientes colaborativos, grupos de trabalho, e blogs pessoais devem ser contemplados no novo portal interno, para que se adapte às novas necessidades do colaborador.
Como comunicadora, sempre soube da importância da intranet para o alcance de metas em comunicação interna, mas de nada adianta uma ferramenta se esta não estiver condizente com a real necessidade dos usuários finais. O resultado disso seria um portal interno subutilizado, e um investimento mal posicionado.
Por outro lado, uma intranet cheia de ferramentas, mas sem conteúdo é tão mal planejada quanto o exemplo anterior. Portanto, antes de implantar um portal interno faça uma avaliação dos objetivos e metas pretendidos, verificando, a partir deste mapa, as necessidades reais de sua organização.
Hoje em dia, é possível encontrar ferramentas pré estabelecidas, que contam com os principais atributos de uma intranet completa e além de adaptáveis, tem o custo bastante reduzidos.
Vale estudar também se não seria uma boa alternativa para sua empresa!