Memória Corporativa traz ganhos às empresas


30/10/2011
O projeto de memória corporativa é estratégico e deve considerar as técnicas desenvolvidas e aprimoradas para este fim nos últimos anos na área da ciência da informação (aqui no caso inclui digitalização, indexação e tratamento da informação). O processo de preservação da memória não se restringe a coletar fotos antigas e papéis envelhecidos, até sem valor administrativo. O resultado da elaboração da memória empresarial deve ser um conteúdo que terá o tratamento adequado a um de seus maiores patrimônios – a história – e que poderá ser usado para o futuro da organização.
Muito consideram o processo de desenvolvimento de um projeto de memória corporativa como um esforço de comunicação corporativa. De fato é um projeto com retorno a longo prazo e investimento inicial elevado, mas o processo de sistematização da memória empresarial é um dos melhores instrumentos à disposição da comunicação institucional. É neste momento que as pessoas redescobrem valores e experiências quanto à marca, reforçam vínculos presentes, criam empatia com a trajetória da organização e podem refletir sobre as expectativas dos planos futuros, atendendo assim a um dos requisitos básicos da ciência da história e da vida em sociedade.
Um projeto de memória empresarial pode proporcionar um excelente momento para construir a identidade coletiva. Nessa hora é que se vê o poder de comunicação de uma marca e a presença dela nas comunidades e nas cabeças das pessoas.
Em datas comemorativas de peso (50 anos de atuação, 75 anos de fundação, etc) é quando se aproveita para a formação de um sentimento coletivo de posse e de orgulho da empresa nas comunidades. Porém cabe destacar que projetos de memória não são apenas esforço de marketing e de comunicação, mas que ele realmente tem seu papel de resgate, organização e interpretação da história da instituição e de seu papel para o desenvolvimento do país, podemos assim defini-lo como um projeto multidisciplinar de gestão do conhecimento.
Os arquivistas têm um papel muito interessante. Antes de render produtos e ter resultados como exposições e publicações, há um importante trabalho estruturante de organização dessas informações orgânicas. Muitas delas informações únicas, resultado das próprias atividades desenvolvidas pelas corporações. Este trabalho passa por estruturar a Classificação do Acervo, o próprio processo de Avaliação e Descarte, a Temporalidade, o Arranjo Documental e, ainda, relativo às novas tecnologias como indexação, digitalização e disponibilização das informações, presentes num ECM, por exemplo (ECM=Entreprise Content Management).
 É uma visão de pedágio mesmo. Antes de qualquer esforço em organizar alguma exposição que torne pública partes das histórias das instituições, estas devem passar pelo processo de tratamento técnico, nestes passos listados acima e que são naturais às atividades dos arquivistas e profissionais da informação.
Lembrando que isso é um elemento de responsabilidade de um estruturado Centro de Documentação e Memória, que por si só é o mais completo produto da memória empresarial e dá suporte a todos os demais produtos e serviços daí decorrentes. Deve ser, por isso, no organograma de uma empresa, ser considerado como um prestador de serviços que dá suporte às demais áreas da empresa.
Lição de casa feita, tudo estruturado, organizado e sob guarda permanente, agora é possível estruturar produtos destes serviços de informação que temos os mais comuns:
Livro – O livro histórico-institucional deve ser uma publicação de boa qualidade gráfica, ricamente ilustrada, contemplando os mais importantes marcos de inflexão da história da organização, e suas inter-relações com o contexto histórico mais amplo, com veracidade e conteúdo.
Internet – No ambiente digital, todas as informações relevantes que descrevem a trajetória da empresa ficam organizadas, permanentemente atualizadas e acessíveis a todos os públicos: colaboradores, stake holders, clientes, governo, entidades associativas e sociedade em geral.
Memória oral – A memória oral tem como focos a coleta e o tratamento de depoimentos que visa a preservação do conhecimento que está na cabeça e na experiência das pessoas.
Relatórios internos – Informações estruturadas podem ter o objetivo de orientar os gestores sobre aspectos particulares da evolução da empresa. Como existem relatórios de circulação restrita, podem trazer informações inclusive confidenciais.
Museu empresarial e exposições – São montados em datas especiais (como aniversários com datas “redondas”), são outros produtos que promovem interface com os públicos interno e externo, especialmente com os formadores de opinião. A ação deve ser concebida a partir de um eixo temático.
Isso estabelecido, é importante destacar que os centro de memória (vinculados aos centros de documentação) são as áreas responsáveis pela aplicação de uma política sistemática de resgate, avaliação, tratamento técnico e divulgação de acervos e, principalmente, pelos serviços de disseminação do conhecimento acumulado pela instituição (é gestão do conhecimento na prática). Ela precisa contar com um espaço físico e infra-estrutura física e humana para garantir não somente sua permanente atualização, mas, principalmente, o apoio que o Centro de Memória passa a dar a todas as áreas da empresa.
Quando a Memória Empresarial passa a fazer parte do organograma da empresa, esta empresa passa a ter um diferencial em relação aos concorrentes, já que se torna mais visível e sólida. Além disso, ela torna disponível, com agilidade, informações pontuais e retrospectivas necessárias à gestão dos negócios.

André Boger

boger@conectt.com.br

Conheça nossos cases de sucesso


Valor Econômico – Gestão De Conteúdo

Valor Econômico é um jornal de economia, finanças e negócios brasileiro, criado a partir de uma parceria entre os grupos Folha e Globo, respectivamente responsáveis por também publicar os jornais Folha de S.Paulo e O Globo. O periódico teve a sua primeira edição publicada em 2 de maio de 2000. Após mais de 15 anos de parceria, a participação do Grupo Folha no jornal foi vendida para o Grupo Globo, que anunciou a aquisição em 13 de setembro de 2016. A mudança societária fez com que o Grupo Globo se tornasse a única empresa que mantém a publicação.
leia mais

Portal Unimed Porto Alegre

A Unimed é o maior sistema cooperativo de saúde do mundo, com mais de 345 cooperativas no Brasil, com médicos, hospitais credenciados e hospitais próprios. Além disso, possuem pronto atendimentos, laboratórios e ambulâncias para garantir qualidade na assistência médica, hospitalar e de diagnóstico complementar oferecidos.
leia mais

GDK

GDK SA foi fundada em Salvador, Bahia, em 1989, sob o nome geral Engenharia Ltda. Em abril de 2001, incorporou a Damulakis, tradicional empresa no setor, adotando as Damulakis Corporativo Gerais, e adicionou à sua coleção de mais de 45 anos de experiência e realizações no setor de Petróleo e Gás e mais tarde optou por uma nova marca corporativa que vai ser GDK SA.
leia mais

ADP

Uma das maiores fornecedoras de soluções de tecnologia para Gestão de Capital Humano do mundo, a ADP oferece uma ampla gama de ferramentas para Recursos Humanos, Folha de Pagamento, Gestão de Talentos e Administração de Impostos e Benefícios e ajuda seus clientes a ficarem em dia com as mudanças regulatórias e legais. As soluções para empregadores são amigáveis e se adaptam às necessidades de companhias de todos os tipos e tamanhos. ADP traz profunda experiência em ajudar seus clientes a construir uma força de trabalho melhor. Pioneira em Gestão de Capital Humano (HCM) e nos Processos de Terceirização, ADP atende a mais de 740.000 clientes em mais de 140 países.
leia mais

BASF Digilab 2.0

BASF SE é uma empresa química alemã global e líder mundial na área química, fundada no dia 6 de abril de 1865 em Mannheim pelo ourives e empresário Friedrich Engelhorn para produzir corantes sintéticos para tecidos. Hoje o Grupo BASF possui aproximadamente 122 mil empregados contribuindo para o sucesso de seus clientes em quase todos os setores e em quase todos os países do mundo, gerando vendas de cerca de 63 bilhões de Euros em 2018.
leia mais

Yamana Gold – Change Budget

A Yamana Gold Inc. é uma produtora de ouro com sede no Canadá que iniciou suas operações em 2003 com produção significativa de ouro, propriedades em estágio de desenvolvimento de ouro, propriedades de exploração e posições de terra no Canadá, Brasil, Chile e Argentina.
leia mais

Yamana Gold – CAPEX

A Yamana Gold Inc. é uma produtora de ouro com sede no Canadá que iniciou suas operações em 2003 com produção significativa de ouro, propriedades em estágio de desenvolvimento de ouro, propriedades de exploração e posições de terra no Canadá, Brasil, Chile e Argentina.
leia mais

Yamana Gold – Business Intelligence

A Yamana Gold Inc. é uma produtora de ouro com sede no Canadá que iniciou suas operações em 2003 com produção significativa de ouro, propriedades em estágio de desenvolvimento de ouro, propriedades de exploração e posições de terra no Canadá, Brasil, Chile e Argentina.
leia mais

29° Bienal De Artes

A Bienal de São Paulo exposição de artes que ocorre a cada dois anos na cidade de São Paulo, desde 1951. É considerada um dos três principais eventos do circuito artístico internacional, junto à Bienal de Veneza e Documenta de Kassel. Maior exposição do hemisfério sul, a Bienal é pautada por questões inovadoras do cenário contemporâneo e reúne mais de 500 mil pessoas por edição. Desde sua criação, 32 Bienais foram produzidas com a participação de mais de 170 países, 16 mil artistas e 10 milhões de visitantes.
leia mais

30° Bienal De Artes

A Bienal de São Paulo exposição de artes que ocorre a cada dois anos na cidade de São Paulo, desde 1951. É considerada um dos três principais eventos do circuito artístico internacional, junto à Bienal de Veneza e Documenta de Kassel. Maior exposição do hemisfério sul, a Bienal é pautada por questões inovadoras do cenário contemporâneo e reúne mais de 500 mil pessoas por edição. Desde sua criação, 32 Bienais foram produzidas com a participação de mais de 170 países, 16 mil artistas e 10 milhões de visitantes.
leia mais

Vitrine De Corretoras

A BMF Bovespa é uma empresa que tem o lucro vinculado com transações, e não venda direta de ações, porém tem uma imagem muito positiva junto aos investidores. Para incentivar a compra de ações de corretoras, e aumentar o número de transações, a organização decidiu criar um local em seu site onde os futuros investidores pudessem se conectar com as corretoras, gerando mais transações no mercado de ações.
leia mais

Intranet Villares Metals

Há mais de 70 anos, a Villares Metals atua no ramo de aços e ligas especiais. Seus resultados são frutos da qualidade, especificidade e diferenciais de seus produtos, além de serviços prestados. Em sua carteira de clientes estão indústrias que exigem alta tecnologia e segmentos de alto desempenho tais como: automobilístico, ferramental, energia, bens de capital entre outros. A empresa é considerada a maior produtora de aços especiais não planos de alta liga da América Latina.
leia mais

Yamana – Painel De Indicadores

A Yamana Gold Inc. é uma produtora de ouro com sede no Canadá que iniciou suas operações em 2003 com produção significativa de ouro, propriedades em estágio de desenvolvimento de ouro, propriedades de exploração e posições de terra no Canadá, Brasil, Chile e Argentina.
leia mais

Hotsite ONS

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é o órgão responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) e pelo planejamento da operação dos sistemas isolados do país, sob a fiscalização e regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
leia mais

thyssenkrupp Elevadores

Saiba como a thyssenkrupp Elevadores otimizou a sua principal área de negócios através da transformação digital, com a criação de um sistema de gestão e aprovação de documentos para seus mais de 24.000 fornecedores.
leia mais

Botiweb

Da indústria ao ponto de venda. No segmento de beleza, a empresa pesquisa, fabrica, realiza a logística, marketing e varejo. O Boticário, Eudora, quem disse, berenice? e The Beauty Box estão em mais de 4 mil pontos de venda próprios, em 1.750 cidades, com e-commerce e venda direta.
leia mais

Santander – Portal de Renegociações

Em atividade no mercado local desde 1982, o Santander Brasil é o terceiro maior banco privado do País por ativos. A instituição está presente em todas as regiões do Brasil por meio de uma ampla estrutura, composta de agências, PABs (Postos de Atendimento Bancário) e máquinas de autoatendimento, além de escritórios regionais, centros de tecnologia e unidades culturais. Sediada em São Paulo, a operação brasileira é parte integrante do Grupo Santander, de origem espanhola, que é o principal conglomerado financeiro da zona do euro e que tem grande presença na América Latina.
leia mais

quem já nos contratou?

Receba conteúdo exclusivo sobre Tecnologia. Se inscreva em nossa News